5 erros clássicos ao andar de patins

Patins-BrasilInline

Andar de patins pode ser uma tarefa mais difícil do que se pode imaginar! Você deve estar se perguntando: não basta apenas colocar um pé na frente do outro e deslizar? Na teoria, sim! Porém, na prática, a história é outra.

Aprender a patinar requer alguns cuidados que não levamos em consideração, o que nos faz cometer erros que atrapalham a desenvoltura e podem prejudicar o desempenho nessa atividade.

Mas não se preocupe! Para lhe ajudar, separamos 5 erros clássicos que cometemos ao andar de patins e que você deve evitar. Confira, a seguir!

1. Utilizar patins com outra numeração

Este é um dos erros mais comuns cometidos pelos praticantes da patinação. Os patins, diferente dos calçados, possuem uma numeração estendida, para que o praticante possa utilizá-lo por um longo período de tempo. No entanto, muitas vezes, essa numeração é maior que aquela usada pelo patinador, ocasionando a instabilidade do mesmo.

Pode acontecer de o número ser tão grande que o patinador não consegue nem ficar em pé — e muito menos patinar! Por isso, sempre escolha a numeração adequada ao seu tamanho. Mesmo se você for usar os patins por um menor período, ele lhe fornecerá estabilidade e você poderá patinar com segurança.

2. Não usar equipamentos de proteção

Muitos praticantes desse esporte, em especial os iniciantes, acreditam que os equipamentos de proteção não são necessários — e isso é um grande erro. Eles são essenciais para a segurança do patinador, principalmente se ocorrem quedas, evitando maiores complicações. Além disso, o equipamento de segurança permite que sejam realizados movimentos mais arriscados, melhorando o desempenho do patinador. Se você ainda não tem o seu equipamento de proteção, consulte nossas opções

3. Usar o freio incorretamente

Uma das grandes dificuldades para os patinadores é aprender a utilizar o freio. Essa não é uma tarefa impossível, mas exige alguma prática: os pés precisam estar a uma distância média e a força utilizada deve estar de acordo com a velocidade do patinador. Além disso, é preciso inclinar o tronco levemente para a frente, pois isso manterá a estabilidade do movimento.

4. Ir além da capacidade

Toda novidade nos faz querer sempre mais, não é mesmo? Mas com os patins é preciso ter cuidado! O patinador deve ficar sempre no seu limite, respeitando a capacidade do seu corpo. Se você começou a andar de patins na semana passada, por exemplo, não tente executar manobras, pois elas exigem prática. Ir devagar é a melhor opção!

5. Não saber como cair

É isto mesmo que você está pensando: além de aprender a andar de patins, você também precisa saber cair! Como patinar é uma atividade que exige equilíbrio, as quedas serão inevitáveis, porém, não precisam ser sempre dolorosas, concorda?

Portanto, ao cair, dobre os joelhos e incline seu corpo para a frente, protegendo o rosto com os braços. Lembrando que se você estiver usando o equipamento de segurança, a queda não lhe causará grandes danos e você poderá continuar andando de patins sem traumas.

Agora que você já conhecer os erros clássicos ao andar de patins, pode evitá-los e continuar a praticar essa atividade da melhor maneira possível!

Quer saber mais sobre esportes radicais? Então, não deixe de nos acompanhar nas redes sociais! 

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-color: transparent;background-size: initial;background-position: top center;background-attachment: initial;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 250px;}