Aquecimento: Entenda sua importância e aprenda como aquecer

life-brasil1080-aquecimento

O preparo físico e também psicológico do organismo é importantíssimo para enfrentar a exigência e o estresse que virá a seguir. É ai que entra o aquecimento.

Antes de sair para dar um rolê de skate ou patins, você precisa preparar e conferir seus equipamentos para ver se está tudo em ordem e, assim, poder se divertir com tranquilidade, certo?

O aquecimento tem essa mesma finalidade para o corpo quando o assunto é esporte. Ele tem por objetivo fazer a transição de um estado de repouso para um de maior atividade metabólica. Esse processo visa preparar órgãos, sistema cardíaco, nervoso, respiratório, além dos músculos, articulações e ligamentos para suprir a demanda energética e suportar a sobrecarga exigida pela prática esportiva.

A seguir, vamos explicar a importância do aquecimento para seu corpo antes de praticar qualquer esporte e dar algumas sugestões de exercícios e movimentos para esquentar da melhor maneira. Confira!

A importância do aquecimento para o preparo físico

Aquecer é fundamental para ativar o metabolismo antes da prática de qualquer esporte. Para isso, diversos processos fisiológicos são desencadeados: aumento da temperatura corporal, do fluxo sanguíneo, do processamento do oxigênio nos músculos e da reação muscular.

O aquecimento geral antes do exercício melhora o desempenho aeróbico, pois aumenta o volume respiratório e o débito cardíaco — volume de sangue bombeado por minuto — antecipando uma maior produção de energia pelos músculos e diminuindo o déficit de oxigênio no início das atividades.

Aquecer o corpo também previne lesões, uma vez que o aumento da temperatura do organismo diminui a resistência elástica e do atrito em músculos, ligamentos e tendões, reduzindo as probabilidades de dores, estiramentos, distensões e torções.

Como aquecer de maneira adequada

Realizar exercícios de aquecimento geral, como um nado ou trote leve, esteira, pular corda ou bicicleta ergométrica, é importante para preparar grandes grupos musculares para atividades posteriores mais pesadas.

Já o aquecimento específico, como tiros curtos, exercícios de pernadas ou atividades com halteres, serve para direcionar o fluxo sanguíneo para os grupos musculares e para os tecidos conjuntivos que serão mais exigidos nas atividades, proporcionando maior força, elasticidade e uma reação mais rápida dessas musculaturas.

Por esses motivos, esse segundo tipo de aquecimento é o mais recomendado para quem pratica esportes radicais, pois é bastante útil para melhorar o desempenho nas atividades que envolvem performances motoras coordenadas ou manobras de habilidade.

Por que isso é importante?

Além de todos esses motivos listados, se aquecer ajuda a estimular os músculos com antecedência e acelera a modificação do processo de produção de energia pelo organismo, favorecendo um melhor desempenho nos exercícios e nos treinos.

Os músculos produzem energia de duas maneiras: anaeróbica e aeróbica. No primeiro processo não há a necessidade do consumo de oxigênio, pois a molécula ATP (Adenosina Trifosfato) se encarrega de abastecer instantaneamente a musculatura, que estava em repouso, mas somente por alguns segundos.

Na segunda etapa, a energia necessária vai sendo suprida aos poucos pelo processo aeróbico, que produz ATP por meio da queima de oxigênio, nutrientes, carboidratos e gordura, até que a demanda seja totalmente equilibrada.

O aquecimento ideal

Comece devagar, lembre-se que o propósito do aquecimento é fazer a transição de um estado de repouso para um estado de alta atividade metabólica.

Experimente começar com um alongamento.  Não force a musculatura e as articulações na tentativa de alongar mais, respeite os limites do seu corpo e vá aumentando-os dia a dia. Confira abaixo alguns alongamentos básicos, faça cada um por 20 segundos e avance para o próximo.

Life-Brasil1080-Alongamento
Fonte: G1/Projeto Caminhar

Faça alguns movimentos simples. Movimentos como polichinelos, agachamentos sem peso e pequenos tiros de velocidade são muito bons.

Faça alguns movimentos de força. Experimente fazer algumas flexões, abdominais e – se possível – barras. Faça movimentos controlados, duas séries de dez repetições cada exercício é o suficiente.

Repita o alongamento após o treino! Após os exercícios físicos, é recomendável realizar mais uma sessão de alongamento. Alongar após o treino ajuda a soltar as fibras musculares e te deixa mais relaxado, permitindo que você descanse melhor e seu corpo se recupere com mais eficiência.

Esse é um bom ponto de partida para um aquecimento adequado, mas lembre-se de respeitar o seu corpo!

Fatores como idade, peso, preparo físico e o tipo de exercício influenciam na maneira e na duração do aquecimento. Pessoas mais velhas, por exemplo, precisam de um período mais longo para aquecer a musculatura.

Em dias de temperaturas mais quentes, o tempo de aquecimento deve ser menor do que em dias frios ou chuvosos. Quem treina pela manhã, depois de um grande período de repouso, deve fazer um aquecimento mais longo e gradual, diferente de quem treina à tarde, com temperaturas mais altas.

Portanto, não há como dizer um tempo ideal de aquecimento, mas, ao menos, dez minutos devem ser feitos antes de qualquer atividade física para melhorar o desempenho e, sobretudo, evitar lesões, independentemente do estágio do praticante.

Percebeu a importância do aquecimento para o preparo físico? Com certeza alguns de seus amigos poderiam utilizar esse tipo de informação você não acha? Compartilhe esse artigo com eles.

Até a próxima!

Se você ainda não nos segue nas redes sociais, curta nossa página no Facebook e siga-nos no Instagram para ficar por dentro das matérias, ofertas e promoções!

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-color: transparent;background-size: initial;background-position: top center;background-attachment: initial;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 250px;}